Representações sociais dos professores no ensino-aprendizagem do adolescente com Síndrome de Down

Sandra Conceição Maria Vieira, Kalina Vanderlei Paiva da Silva, Maria do Rosário Fátima Brandão Amorim, Mariana Alves Souza Gama Oliveira

Resumo


Resumo

Este artigo tem por objetivo compreender e analisar as representações sociais dos professores sobre o processo ensino aprendizagem do adolescente com síndrome de Down. Adotou uma abordagem qualitativa, utilizando o conceito das representações sociais. A escola escolhida é regular e adepta a educação inclusiva. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário. As entrevistas foram transcritas na íntegra e submetidos à análise do discurso.Três professores participaram da pesquisa. Percebeu- se que esses professores ainda não sabem bem o que fazem dentro de sala de aula, porque nenhum deles conseguiram responder, de fato, como trabalham pedagogicamente com esses alunos com Síndrome de Down. Pode- se acreditar que os aspectos indicativos de Representações sociais foram amplas. A representação mostrou- se como desafiadora para maior parte dos professores entrevistados, visto que compreendem que é necessário realizar o processo de inclusão, porém muitas vezes não sabem como. Ainda existe uma concepção que o aluno não aprende, demonstrando uma representação excludente, em relação ao fato de excluí-lo do direito adquirir conhecimentos como qualquer outro aluno e ao fato da falta de meios pedagógicos que facilitariam o processo ensino aprendizagem dos mesmos.

 


Palavras-chave


Representações Sociais; Docentes; Deficientes; Educação Inclusiva.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, E. R. Inclusão de alunos com deficiência nas Representações Sociais de suas professoras. 2007. 180f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

BARSIL. Resolução do Conselho Nacional de Saúde, No. 466/12. Brasília, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Especial. Diretrizes Nacionais para a educação na educação básica. Brasília, 2001.

BECKER, F. Modelos Pedagógicos e Modelos Epistemológicos. In SILVA, L. H.; AZEVEDO, J. C. (org). Paixão de aprender II. Petrópolis: vozes, 1995.

CAREGNATO, R. C. A; MUTTI, R. Pesquisa qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto & Contexto em Enfermagem, Florianópolis, v. 15, n. 4, p. 679-84, out./dez. 2006.

CARVALHO, R. E. Educação inclusiva com os pingos nos "i". Porto Alegre: Mediação, 2004.

CASTRO, S. F. As representações sociais dos professores de alunos com síndrome de Down incluídos nas classes comuns do ensino regular. 2006. 216f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, 2006.

FRAGOSO, F. M. R. A.; CASAL, J. Representações sociais dos educadores de infância e a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 18, n. 3, p. 527–546, jul./set. 2012.

GOMES, C.; REY, F. L. G. Inclusão escolar: representações compartilhadas de profissionais da educação acerca da inclusão escolar. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 27, n. 3, p. 406-417, 2007.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Censo demográfico de 2010: Características da população e dos domicílios: resultados do universo. Rio de Janeiro, 2000. Disponível em: . Acesso em: 30. Nov. 2014.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde.12. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

MONTOAN, M. T. E. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigações em psicologia social. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

MUSIS, C. R.; CARVALHO, S. P. Representações sociais de professores acerca do aluno com deficiência: a prática educacional e o ideal do ajuste à normalidade. Educação e Sociedade, Campinas, v. 31, n. 110, p. 201-217, jan./mar. 2010.

OLIVEIRA-MENEGOTTO, L. M.; MARTINI, F. D. O.; LIPP, L. K. Inclusão de alunos com síndrome de down: discurso dos professores. Factual: Revista de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 22, n. 1, p. 155–168, jan./abr. 2010.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE - OMS. Classificação internacional de incapacidades, funcionalidade e saúde. Lisboa, 2004.

PACHECO, W.; OLIVEIRA, M. Artigo Científico Aprendizagem e desenvolvimento da criança com síndrome de Down : representações sociais de mães e professoras. Ciência e Cognição, Rio de Janeiro, v. 16, n. 3, p. 2–14, dez. 2011.

PANDORF, C. A. et al. Rendimento escolar do aluno com Síndrome de Down (SD) após as férias de verão: influência da qualidade de vida e estimulação recebida da família. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Paraná, v. 6, n. 2, p. 106–125, 15 dez. 2013.

PERNAMBUCO. Secretaria de Educação. Portal secretaria de educação. Recife, 2012.

REIS, S. L. D. A.; BELLINI, M. Representações sociais: teoria, procedimentos metodológicos e educação ambiental. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Maringá, v. 33, n. 2, p. 149–159, 19 dez. 2011.

SAAD, S. N. Preparando o caminho da inclusão: dissolvendo mitos e preconceitos em relação à pessoa com Síndrome de Down. São Paulo: Vetor, 2003.

SANTOS, G.; OLIVEIRA, M. Estigmas e representações sociais: desafios para a interação entre professores e alunos com Síndrome de Down. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, Macapá, v. 5, n. 5, p. 55–69, 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

SILVA, R. C.; FERREIRA, M. A. Construindo o roteiro de entrevista na pesquisa em Representações Sociais: Como, Por que, para que. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v.16, n.3, p.607-612, set. 2012.

SILVA, A. D. N.; GÓES, G. S.; PACHECO, W. S. Representações sociais de mães e professoras sobre a aprendizagem e desenvolvimento de crianças com Síndrome de Down. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura Plena em Pedagogia) - Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2010.

VOIVODIC, M. A. Inclusão escolar de crianças com Síndrome de Down. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

WUO, A. S. A construção Social daSíndrome de Down. São Paulo: Pontíficia Universidade Católica de São Paulo, 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

.




DOI: http://dx.doi.org/10.22476/revcted.v1i2.44

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN: 2447-4223


LATINDEX

   

   Resultado de imagem para google acadêmico