Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A Crítica Educativa só aceitará trabalhos que estejam adequados aos formatos regulamentados pela ABNT, e no caso de trabalhos estrangeiros, por instituição correspondente no território de origem;

  • Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • a formatação das páginas deverá ser configurada em A4 com margens superior e esquerda de 3 cm, e inferior e direita de 2 cm;

  • título e, se for o caso, subtítulo, que devem indicar o conteúdo do texto (título: no máximo 10 palavras; subtítulos: no máximo 15 palavras); devem ser centralizados, fonte Times New Roman e negrito, corpo 12;

  • identificação do autor ou autores não deve constar no texto encaminhado;

  • a primeira página do texto deve conter: título e, se for o caso, subtítulo, resumo (no máximo 1.300 caracteres com espaço), abstract (em inglês), e entre três e seis palavras-chave e key-words;

  • os textos devem ser apresentados em formato “word” (versão 6.0 ou posterior), alinhados (justificados), e editados na fonte Times New Roman, corpo 12 e espaçamento entre linhas de 1,5;

  • Citações e referências:

    * “Guia para padronização de Citações: de acordo com NBR 10520/2002”:
    http://www.bco.ufscar.br/servicos-bco/capacitacao-do-usuario/normalizacao-de-trabalhos/guia-para-elaboracao-de-referencias/view

    * “Guia para elaboração de Referências: de acordo com NBR 6023/2002”:
    http://www.bco.ufscar.br/servicos-bco/capacitacao-do-usuario/normalizacao-de-trabalhos/guia-para-elaboracao-de-referencias/view


  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista;

  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.

  • Todos os autores que publicam na Crítica Educativa devem ter cadastro no Orcid - Open Researcher and Contributor ID - (https://orcid.org/), “que é um identificador digital único, gratuito e persistente, que distingue um acadêmico/pesquisador de outro e resolve o problema da ambiguidade e semelhança de nomes de autores e indivíduos, substituindo as variações de nome por um único código numérico, algo como “0000-0002-0123-208X.”. Dessa forma, facilita o registro de informações e automatiza a atualização das publicações e produções (artigos, trabalhos, etc)” (<http://www.sibi.usp.br/apoio-pesquisador/identificacao-pesquisadores/orcid-2/orcid-caracteristicas/>).

    Assim sendo, os autores devem informar o Orcid nos metadados, devendo constar também na nota de rodapé descritiva da biografia, que é publicada na primeira página de todas as produções que constam no periódico.

  • Tamanho dos textos: entre 20.000 e 45.000 caracteres com espaço;

  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

  • O texto está no template indicado; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL);

Diretrizes para Autores

Poderão ser publicados na Crítica Educativa os seguintes tipos texto:

  • artigos;
  • ensaios;
  • resenhas;
  • resumos de teses e dissertações;
  • traduções de textos não disponíveis em língua portuguesa;
  • relatos de experiência;
  • debates;
  • documentos históricos e conjunturais;
  • republicação de textos e/ou excertos de textos clássicos;
  • entrevistas com personalidades significativas para a área da educação.

Contudo, os artigos que relatem resultados de pesquisas realizadas terão precedência sobre os demais tipos de trabalhos.

Processo de Submissão de Trabalhos

Os trabalhos serão submetidos à avaliação pela Crítica Educativa apenas por meio da página eletrônica. Ao proceder à submissão, o autor deverá garantir a exclusividade para a revista, até que se ela se manifeste sobre o texto avaliado.

O trabalho submetido deverá ser inédito e enviado sem os nomes dos autores e/ou qualquer referência que possa identificá-los.

A Crítica Educativa reserva-se o direito autoral do trabalho publicado, inclusive os de tradução, permitindo, entretanto, a sua posterior reprodução como transcrição e com a devida citação da fonte.

Os trabalhos publicados representam o ponto de vista de seus autores e não a posição da Crítica Educativa ou dos que compõem seu Comitê, Comissão ou Conselho Editorial.

Clique aqui para acessar o Template.

Dossiê temático "Democracia Participativa e Educação Cidadã" - Artigos Nacionais

 O objetivo do dossiê é reunir trabalhos que conjuntamente contribuam para produzir e comunicar memória a respeito de experiências que envolveram a formulação de políticas públicas e práticas educativas sustentadas pela ideia-força que existe uma intrínseca relação entre Democracia Participativa e Educação Cidadã. Pretende-se dar visibilidade às experiências que produziram conhecimento sobre a gestão de processos participativos e a criação de instrumentos de democratização do acesso à escola e ao conhecimento, em diferentes regiões do país ou produções internacionais análogas. Para submissão de trabalhos considerar, dentre outras possibilidades, as seguintes temáticas:

* Democracia Participativa: conceitos, experiências e referências de luta contra a mercantilização da educação e a favor de uma Escola Cidadã

* Escola Cidadã: legados e reinvenção

* Paulo Freire e a escola cidadã: experiências e produção de conhecimento

* Outras experiências de Educação Cidadã: identidades locais e enfrentamentos temáticos globais

* Glossário da Educação Cidadã: legados e reinvenção

Pretendemos ainda, com a organização deste trabalho, colaborar nesse espaço da revista Crítica Educativa, com o diálogo constante entre educação e democracia, em perspectiva cidadã e participativa e convidamos à contribuição com a seção inédita e especial para o presente dossiê denominada “Cartas Pedagógicas”, de acordo com as seguintes orientações: “Cartas Pedagógicas” é a denominação de um estilo de escrita próprio da obra de Paulo Freire, revelador da democratização do conhecimento enquanto legado freireano. Em consonância com o que propõe o autor, a produção acadêmica na modalidade de “Cartas Pedagógicas” deverá levar em conta a tradição da escrita de cartas e as experiências de reinvenção do pensamento freireano no âmbito acadêmico (FREIRE, 2000; FREIRE,Nita 1994; VIEIRA, 2008; CAMINI, 2012; FREITAS, 2019; Anais de eventos). Quanto à formatação, os textos submetidos na modalidade da Cartas Pedagógicas devem conter de 03 a 06 páginas, incluindo simultaneamente elementos e características da escrita de gênero carta - remetente, destinatário e data, escrito na primeira pessoa e sem fragmentação do texto em seções – bem como aspectos acadêmicos: título, resumo, abstract, palavras-chave, key-words, referências. O texto deve apresentar e desenvolver uma proposição temática por meio de uma escrita que envolva reflexão conceitual analítico-propositiva e seja convidativa ao diálogo.

Dossiê temático "Democracia Participativa e Educação Cidadã"- Cartas Pedagógicas

 “Cartas Pedagógicas” é a denominação de um estilo de escrita próprio da obra de Paulo Freire, revelador da democratização do conhecimento enquanto legado freireano. Em consonância com o que propõe o autor, a produção acadêmica na modalidade de “Cartas Pedagógicas” deverá levar em conta a tradição da escrita de cartas e as experiências de reinvenção do pensamento freireano no âmbito acadêmico (FREIRE, 2000; FREIRE,Nita 1994; VIEIRA, 2008; CAMINI, 2012; FREITAS, 2019; Anais de eventos). Quanto à formatação, os textos submetidos na modalidade da Cartas Pedagógicas devem conter de 03 a 06 páginas, incluindo simultaneamente elementos e características da escrita de gênero carta - remetente, destinatário e data, escrito na primeira pessoa e sem fragmentação do texto em seções – bem como aspectos acadêmicos: título, resumo, abstract, palavras-chave, key-words, referências. O texto deve apresentar e desenvolver uma proposição temática por meio de uma escrita que envolva reflexão conceitual analítico-propositiva e seja convidativa ao diálogo. * Ressalta-se que para a submissão das cartas pedagógicas utilizar o mesmo template da revista.

Cartas Pedagógicas

 “Cartas Pedagógicas” é a denominação de um estilo de escrita próprio da obra de Paulo Freire, revelador da democratização do conhecimento enquanto legado freireano. Em consonância com o que propõe o autor, a produção acadêmica na modalidade de “Cartas Pedagógicas” deverá levar em conta a tradição da escrita de cartas e as experiências de reinvenção do pensamento freireano no âmbito acadêmico (FREIRE, 2000; FREIRE,Nita 1994; VIEIRA, 2008; CAMINI, 2012; FREITAS, 2019; Anais de eventos). Quanto à formatação, os textos submetidos na modalidade da Cartas Pedagógicas devem conter de 03 a 06 páginas, incluindo simultaneamente elementos e características da escrita de gênero carta - remetente, destinatário e data, escrito na primeira pessoa e sem fragmentação do texto em seções – bem como aspectos acadêmicos: título, resumo, abstract, palavras-chave, key-words, referências. O texto deve apresentar e desenvolver uma proposição temática por meio de uma escrita que envolva reflexão conceitual analítico-propositiva e seja convidativa ao diálogo. * Ressalta-se que para a submissão das cartas pedagógicas utilizar o mesmo template da revista.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.