ESCOLA CIDADÃ: UMA EXPERIÊNCIA CONTRA-HEGEMÔNICA

Autores

  • Jose Clovis de Azevedo Centro Universitário Metodista IPA

DOI:

https://doi.org/10.22476/revcted.v6.id473

Resumo

Este trabalho tem como objetivo o estudo dos princípios e propostas fundamentais do projeto Escola Cidadã desenvolvidos na rede municipal pública de educação da cidade de Porto Alegre durante as administrações populares, no período de 1989 a 2004. É analisado o projeto de democratização da cidade e seus desdobramentos na democratização da escola. As fontes de análise utilizadas foram documentos básicos sobre a política educacional da época, os principais autores que serviram como referência teórica para projeto, entre eles Paulo Freire, Carlos Brandão, Vygotsky, Gramsci e Karl Marx. O estudo mostra que a Escola Cidadã foi um projeto contra-hegemônico, baseada em valores solidários, cooperativos e coletivos. É um contraponto à mercoescola, sustentada pelos valores neoliberais do modelo de mercado, como a competição, o individualismo, empreendedorismo e a meritocracia. Palavras-chave: Escola cidadã. Democracia. Mercoescola. Ciclos de Formação. Avaliação Emancipatória.

Biografia do Autor

Jose Clovis de Azevedo, Centro Universitário Metodista IPA

Professor, Doutor em educação pela USP, docente no PPG do centro universitário metodista IPA, coordenador do NEPE – Núcleo de Pesquisa de Políticas Educacionais – Grupo de pesquisa Educação e Inclusão

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Azevedo, J. C. de. (2020). ESCOLA CIDADÃ: UMA EXPERIÊNCIA CONTRA-HEGEMÔNICA. Crítica Educativa, 6(1), 1–17. https://doi.org/10.22476/revcted.v6.id473

Edição

Seção

Dossiê temático "Democracia Participativa e Educação Cidadã" - Artigos Nacionais